Educação que transforma. Mulheres que Inspiram


Educação que transforma. Mulheres que Inspiram

Durante todo o mês, fizemos ações especiais em homenagem ao Dia Internacional da Mulher, comemorado no dia 08/03. Agora, você pode conferir o resultado de uma dessas ações!

Perguntamos às nossas professoras sobre os livros que as inspiraram em suas vidas. Leia, a seguir, a resposta delas.

(Leia mais: Qual a série do seu curso?)



Mirian Magalhães | Comunicação Social

  • Livro: Presos que Menstruam

Presos que Menstruam é da jornalista e ativista pelos direitos humanos, Nana Queiroz. É um livro-reportagem, escrito ao longo de 4 anos, tendo por base inúmeras entrevistas feitas com presas em diferentes presídios do Brasil. É um relato comovente da situação dessas mulheres, esquecidas por suas famílias e companheiros, tratadas como homens pelo sistema prisional, sem direitos básicos, como à higiene e à saúde, ou mesmo os garantidos pela legislação, como amamentar os filhos nascidos no cárcere até 6 meses.

Gabrielle Fernandes | Gestão de RH e Administração

  • Livro: Modernidade Líquida

Vivemos em uma época em que as relações humanas se estabelecem com a mesma rapidez que se diluem. Seja no mundo dos negócios, nas relações sociais existentes ou instituições que fazemos parte (na formação ou por apenas estarmos juntos em um grupo), presenciamos a intensidade e a perenidade destas relações que são importantes para o convívio e bem-estar social. Em cada campo social, pensar nestas questões que estão postas nesta obra de Zigmund Bauman, nos ajuda a compreender como o fator humano é um diferencial na construção dos mais diferentes campos da sociedade. Sendo assim, podemos, com mais fundamentação, pensar no desenvolvimento de práticas para a gestão com pessoas nas organizações da atualidade que transcendam e repensem a liquidez abordada, dando sustentação para outras abordagens importantes para a organização empresarial.

Thalita Bastos | Comunicação Social

  • Livro: Um teto todo seu

Esse livro foi importante para mim durante o Doutorado e meu entendimento como mulher intelectual e autora. Ter consciência da importância das mulheres na literatura e da necessidade da liberdade intelectual e financeira da mulher para conseguir escrever é fundamental. Esse ensaio de Virginia Woolf é um manifesto sobre a força do pensamento feminino e da necessidade da independência da mulher.

Fábia Marucci  | Letras

  • Livro: Vox

Este livro escrito por uma linguista me impressionou pela forma como apresenta uma ficção envolvendo o drama feminino de, imagina, se viver em uma sociedade governada por homens, na qual a mulher tem direito a falar 100 palavras por dia.

Vox é voz em latim. Nesta história, um regime político se instaurou que deixou a ciência relegada a um espaço masculino e dirigido por interesses de Estado apenas.

É ficção, mas poderia ter status de verdade certamente.  Senti-me a mulher desta história, a protagonista que precisa lidar com o mundo doméstico e da ciência, que é convocada pelos homens do Movimento Puro para uma nobre missão. Não darei spoiler. É para ler e viajar nesta releitura feminista de Huxley e Orwell, autores que certamente inspiraram a escritora.

Mariana Catta-Preta | Nutrição e Gastronomia

  • Livro: Autismo Esperança pela Nutrição

Esse livro ressignificou minha vida como nutricionista. Me fez olhar a Nutrição de forma mais humana e empática e me fez entender que todo paciente é o amor da vida de alguém. O Prof. Rodrigo Pena me inspirou muito também para esse olhar mais humano.

Claudete Silva | Psicologia

  • Livro: “Quem tem medo do feminismo negro”

Este livro esclarece sobre o feminismo e, principalmente, sobre racismo. A autora escreve a partir da sua experiência sobre a intolerância às religiões de matriz africana e a origem da palavra “mulata”, explicando porque é considerado um termo racista.

Vanessa Paiva | Comunicação Social

  • Livro: O Mito da Beleza

Publicado pela primeira vez nos EUA, em 1990, “O mito da beleza: como as imagens de beleza são usadas contra as mulheres” é um clássico que mostra como a indústria da beleza e o culto à “bela fêmea” são nocivos à imagem e também à saúde mental das mulheres. Trata-se de um livro que evidencia o patriarcado e o controle social que é imposto ao gênero feminino. Não é leitura de lazer nem entretenimento. É leitura de reconstrução e empoderamento.

Elizandra Elias | Ciclo Básico das Engenharias

  • Livro: Catalisando Transformações na Educação

A Educação é um direito de todos e hoje é concebida como fator de transformação, de mudança, renovação e progresso. E eu enxerguei que o caminho do meu progresso seria na renovação da vida dos jovens e adultos por meio do ensino da Química, em que temos várias contribuições de mulheres cientistas muito importantes como Marie Curie, pioneira no estudo da radioatividade e a primeira pessoa a ganhar o Prêmio Nobel por duas vezes.

Spoiler: É para ler e viajar nesta releitura feminista de Huxley e Orwell, autores que certamente inspiraram a escritora.

Alexsandra Machado | Letras

  • Livro: Balada do amor ao vento

Este livro traz como foco da narrativa a mulher como protagonista a partir de uma reflexão cultural, social e política. A mulher nesta história é aquela que luta, reconfigurando valores tradicionais ao reescrever a sua própria história e o seu futuro.

Claudia Monteiro | Fisioterapia

  • Livro: Equilíbrio e Resultado

O livro retrata a importância do equilíbrio em relação aos resultados obtidos na vida. Ele demonstra, através de uma leitura fácil e dinâmica, propostas onde o leitor faz uma reflexão sobre o seu modo de vida e as suas perspectivas de mudanças.

Mayara da Costa Chambela | Farmácia

  • Livro: O momento de voar: como o empoderamento feminino muda o mundo.

Este livro foi inspirador para mim, pois aborda sobre o empoderamento das mulheres e o fortalecimento da autonomia feminina na sociedade como ponto de partida para mudar a vida de uma comunidade.

Sarah Farias | Fisioterapia

  • Livro: A outra metade de Sarah

Este livro fala sobre uma poderosa profissional, esposa, mãe que, após um acidente, passa a viver com heminegligência. Apesar de não ser minha área de atuação, a funcionalidade está presente em tudo na fisioterapia e pensar em como o paciente se vê na situação de perda funcional é sempre enriquecedor. Ver como ele pode se adaptar à uma nova realidade é a nossa busca.

“Aprendi que minha vida pode ser plenamente vivida com menos.” (trecho do livro)

Sandra Vivoni | Pedagogia

  • Livro: As Iluminadas

O livro “As Iluminadas”  fala de superação, empoderamento,  crescimento pessoal e profissional. O compartilhamento das cinco histórias destas mulheres que se conheceram em um Seminário sobre Coaching, realizado em Ohio – EUA, em 2017, busca inspirar outras mulheres para que estas também encontrem a sua essência e, assim, possam também fazer a diferença na sociedade.

A vitória diante de conflitos internos, como mostra o conteúdo das narrativas dessas mulheres iluminadas, teve um poder decisivo para que cada uma delas pudesse alcançar objetivos que, para muitas outras, seriam praticamente inatingíveis.

Com origens e personalidades distintas elas se identificaram e se uniram, criando o grupo que intitula este livro: “As Iluminadas”. A narrativa simples, objetiva e envolvente traz a percepção clara de que é com simplicidade, suor, honestidade e resiliência que se conquista, aos poucos, o prêmio de poder ser feliz fazendo sempre o que amamos fazer.

Carine, Edilaine, Ivana, Sabrina e Vanda. Elas suportam dores profundas, privações, provações, pressões, mas em momento nenhum quebram ou abrem mão de seus ideais.

(Leia mais: Qual o filme do seu curso de Graduação?)






Quer estudar com a gente?


Conheça os cursos de  Graduação UNISUAM!



Para mais informações, ligue (21) 3882-9797





Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Nenhum comentário