Quais vitaminas você não pode deixar de lado nessa quarentena?


Quais vitaminas você não pode deixar de lado nessa quarentena?

Você, com certeza, já cansou de ouvir falar delas, mas você sabe exatamente o que são as vitaminas? Qual a função delas no nosso organismo? Quais vitaminas você não pode deixar de lado principalmente nessa quarentena?


(Leia mais: Movimente-se: 5 exercícios para fazer em casa)


A Profª Mariana Catta Preta, docente do curso de Nutrição UNISUAM, explica tudo e ainda deixa a dica de uma receitinha gostosa, prática e, o melhor de tudo, super nutritiva. Confira! 



O que são vitaminas?

Vitaminas são nutrientes essenciais que o nosso organismo necessita em pequenas quantidades para que ele funcione de forma regular. Também chamadas de nutrientes reguladores, as vitaminas auxiliam em todo o metabolismo do nosso corpo.

Elas são divididas em vitaminas hidrossolúveis (vitaminas do Complexo B e a Vitamina C) e lipossolúveis (vitaminas A, D, E e K). Todas elas possuem funções importantes no nosso organismo. 


Qual a função delas em nosso organismo?


Vitaminas do Complexo B

A maioria das Vitaminas do Complexo B, como a vitamina B1, B2, B3, B5, B6, B7, B9 e B12, atuam como coenzimas de reações de catabolismo dos macronutrientes, os quais produzem energia para o organismo. Este grupo de vitaminas é essencial em pequenas quantidades para o organismo e devem ser obtidas a partir da alimentação, pois não são sintetizadas pelo organismo. 

Os alimentos de origem vegetal, como cereais, grãos e alguns vegetais, são importantes fontes dessas vitaminas, sendo fundamentais na dieta alimentar.


Vitamina C

Ajuda as células do organismo a crescerem e permanecerem sadias, pois ela atua na síntese do colágeno. A Vitamina C é importante para combater infecções, atuar na absorção do ferro, além de fortalecer o sistema imunológico. 

São excelentes fontes de Vitamina C o limão, a acerola, o caju, a tangerina, o kiwi, a laranja.


Vitamina A

A Vitamina A é importante para a visão por ser a responsável pelo pigmento fotossensível dos olhos, além de ser importante, também, para o nosso tecido epitelial. 

Os alimentos ricos em Vitamina A são, principalmente, fígado, gema de ovo e óleos de peixes. Os vegetais como cenoura, abóbora, manga e mamão também são boas fontes dessa vitamina porque contêm carotenóides, substância que no organismo será transformada em vitamina A.


Vitamina D

A Vitamina D é precursora de um hormônio que regula o metabolismo do cálcio. A vitamina D precisa ser ativada pelo sol. Por isso, se você ficar só 30 minutinhos por dia no sol vai ajudar muito nesse processo! 

Então, uma dica importante nesse período de quarentena é, sempre que possível, correr pra janela quando o sol chegar. Mas, é para pegar sol na varanda, janela, sacada ou laje, nada de ir para rua! 


Vitamina E

A Vitamina E funciona na proteção dos lipídios das nossas membranas celulares contra o dano oxidativo e, por isso, ela é conhecida como antioxidante.

Os alimentos ricos em vitamina E são, principalmente, os de origem vegetal ricos em gordura, como as sementes de girassol, as avelãs e castanhas.


Vitamina K

A vitamina K é essencial no processo de coagulação sanguínea.

Boas fontes dela são o brócolis, agrião, rúcula, repolho, nabo, alface, espinafre e outros vegetais verdes.


Quais vitaminas você não pode deixar de lado nessa quarentena?

Para ter uma alimentação rica em vitaminas, é necessário se alimentar de frutas, hortaliças e alguns alimentos de origem animal, como carnes, leites e derivados.

Neste período de isolamento social, é importante prestar atenção na nossa alimentação. Dê preferência a alimentos in natura e minimamente processados, tenha uma alimentação variada e não faça grandes restrições alimentares, visto que estamos passando por um momento de privação. 


Que tal tentar cozinhar algo que você nunca fez? E colocar a família para fazer junto? 

Ressignifique a sua relação com a comida e use e abuse de produtos frescos. Vários produtores locais estão entregando e se reinventando.


Dê uma chance para aquele vegetal para o qual vocẽ sempre torceu o nariz. Já pensou em fazer um pão de abóbora? 

É rico em vitamina A e fica com uma cor e sabor incríveis.



Ingredientes


500g de farinha de trigo

15g de fermento biológico fresco ou 5g de fermento biológico seco

15g de sal

10g de páprica defumada (ou doce)

450g de abóbora cozida, escorrida e amassada

Água 

Azeite para pincelar


(Leia mais: 10 dicas pra manter a saúde mental na quarentena)



Modo de Preparo

Cozinhe a abóbora, escorra e amasse. Reserve e deixe esfriar. Misture a farinha com o fermento e 50ml de água e deixe descansar por 10 minutos. 

Acrescente a abóbora cozida, o sal, a páprica e misture bem até obter uma massa homogênea. Sove a massa por pelo menos 10 minutos (pode utilizar uma batedeira com o gancho). Adicione um pouco de água se precisar dar ponto na massa (essa quantidade irá depender da umidade absorvida e aportada pela abóbora) até obter uma massa que não fique nem seca nem grudenta demais.

Quando a massa estiver no ponto, divida em 4 bolas iguais, pincele azeite, cubra com filme pvc e deixe fermentar por uma hora e meia.

Coloque as bolas na assadeira, faça um corte em X no topo e deixe fermentar por mais 30 minutos. 

Pincele novamente com azeite, se desejar coloque as sementes da abóbora por cima, e leve ao forno pré-aquecido a 200ºC por 30 minutos ou até o pão ficar dourado e a massa assada.

Rendimento: 4 pães de 250g



Quer estudar com a gente?



Conheça o curso de Nutrição UNISUAM!

Para mais informações, ligue (21) 3882-9797





Luana Medeiros

Por

Analista de Comunicação e MKT/Jornalista/Revisora - Especialista em produção de conteúdo com foco em alta performance

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Nenhum comentário