Projeto Pescar forma novos profissionais para o mercado!


Projeto Pescar forma novos profissionais para o mercado!

projeto_pescar

Transformar o mundo não é uma tarefa tão difícil, quando se une trabalho sério e profissionais cidadãos

Proporcionar aos jovens em situação de vulnerabilidade social a oportunidade de crescimento pessoal, profissional e auxiliá-los na inserção no mercado de trabalho não é uma tarefa fácil, mas são atitudes de empresas socialmente responsáveis que fazem os sonhos de jovens carentes se tornarem realidade.

A Gerdau Cosigua, usina do Grupo Gerdau localizada em Santa Cruz, Zona Oeste do Rio de Janeiro, com o apoio da UNISUAM e de outras empresas, forma a sua 5ª turma de Iniciação Profissional em Auxiliar de Vendas e Atendimento ao Cliente. A formatura é um marco de sucesso nessa parceria que visa qualificar jovens talentos para o mercado de trabalho.

A UNISUAM é apoiadora do projeto desde novembro de 2008 e participa de forma ativa, cedendo um grupo de alunas e preceptoras capacitadas da área de Saúde para ministrarem 60 horas de aulas ao grupo, que interage de maneira dinâmica com as professoras. Essa parceria acontece graças ao bom diálogo do Núcleo de Extensão Zona Oeste da UNISUAM, coordenado pela Profª Júlia Tadeu, e da boa vontade de pessoas como a Orientadora do Projeto Pescar-Consigua, Amanda Souza.

A Fundação Projeto Pescar é uma organização não-governamental, sem fins lucrativos, mantida por empresas e apoiada por instituições privadas e públicas, nacionais e internacionais. Além de promover a aprendizagem básica para o exercício de uma profissão nas mais diversas áreas da indústria, do comércio e da prestação de serviços, o projeto estimula os jovens a adotarem novos hábitos e atitudes de convivência e cidadania. Mais de 12 mil estudantes já passaram pelas franqueadas da Rede Pescar, que hoje conta com 103 unidades, em 11 estados brasileiros, além de unidades na Argentina e Paraguai.

 

 





Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Nenhum comentário