Projeto de Extensão* sobre impactos do PAC em Manguinhos tem seus resultados publicados


Projeto de Extensão* sobre impactos do PAC em Manguinhos tem seus resultados publicados

logo

Em 16/12/2016 foi publicado o “PAC Manguinhos: Problemas não resolvidos – O que dizem os moradores”, documento fruto de dois anos de trabalho do Projeto de Extensão “Arquitetando Intersubjetividades”*, que tem como objetivo prestar assistência técnica gratuita nas áreas de Arquitetura, Urbanismo e Engenharia Civil para comunidades carentes e famílias com renda de até 3 salários mínimos.

thumbnail_01

Grupo Arquitetando Intersubjetivades em pesquisa de campo em Manguinhos

thumbnail_02

Oficina com moradores de Manguinhos sobre as obras do PAC realizada pelo Laboratório Territorial de Manguinhos – LTM, nas dependências da Fiocruz, em parceria com LSECAU – UERJ e Arquitetando Intersubjetividades – UNISUAM. Fevereiro de 2016.

De acordo com o Prof. André Carvalho, Coordenador do Projeto, foram feitas duas publicações. A primeira foi um relatório de 50 páginas entregue em abril de 2016 para o Núcleo de Terras e Habitação da Defensoria Pública do Estado do Rio de Janeiro – Nuth. A partir desse relatório, a Defensoria do Estado, em parceria com todo o grupo envolvido no trabalho, incluindo o Arquitetando Intersubjetividades, realizou, em 31/08/2016, a audiência pública “Problemas Habitacionais não resolvidos… Qual a solução?”, que contou com a participação de mais de 500 moradores de Manguinhos, Alemão e Jacarezinho, além de representantes de vários órgãos do governo municipal e estadual.

audiencia

thumbnail_03

Visita com a Defensoria do Estado em Manguinhos. Novembro de 2016.

Em dezembro, foi publicado o Caderno de Oficinas, com a cartografia dos problemas. A publicação, financiada pela Fiocruz e com distribuição gratuita, teve como intuito instrumentalizar e fortalecer o discurso dos moradores. Prof. André ressalta que, por meio desta publicação, foi possível apresentar as principais demandas dos moradores de Manguinhos, que giram em torno principalmente de moradia, saneamento e das obras do PAC e suas implicações negativas, como aumento do volume de enchentes e aparecimento ou agravamento de fissuras ou rachaduras nas casas, além das remoções sem a realocação em novas moradias como contrapartida.

thumbnail_img_5222

Prof. André carvalho, Coordenador do Projeto de Extensão “Arquitetando Intersubjetividades”

E as ações não param por aí. Junto ao LTM/ENSP/FIOCRUZ está em fase de desenvolvimento a elaboração de um livro, com previsão de publicação ainda este ano, em parceria com a UNISUAM Publicações, com os desdobramentos do projeto.

 

*A referida publicação foi realizada por iniciativa do grupo LTM/ENSP/FIOCRUZ que convidou o Arquitetando Intersubjetividades como parceiro.

 





Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Nenhum comentário