Oficinas de difusão de tecnologias em ranicultura


Oficinas de difusão de tecnologias em ranicultura

ranario

A UNISUAM, juntamente com as empresas Embrapa Agroindústria de Alimentos (CTAA), a Fundação Instituto de Pesca do Estado do Rio de Janeiro (FIPERJ) e a Empresa de Assistência Técnica e Extensão Rural do Estado do Rio de Janeiro (EMATER), fechou uma parceria para a realização de oficinas de difusão de tecnologias em ranicultura.

Até o fim deste ano serão realizadas duas oficinas com o objetivo de difundir três tecnologias diferentes: procedimentos de girinagem da rã-touro em sistema de reuso de água por meio de filtragem biológica, sistema computadorizado de gerenciamento de ranários e tecnologia de processamento da carne de dorso de rã.

A primeira oficina, a ser realizada no dia 8 de novembro, abordará as duas primeiras tecnologias e será ministrada pelos professores da UNISUAM e pesquisadores FIPERJ: José Teixeira de Seixas Filho e Silvia Conceição Reis Pereira Mello.

Estas oficinas se inserem no âmbito do projeto “Construção de uma rede de interação e aprendizagem para a transferência de tecnologia na cadeia ranícola brasileira”, de coordenação do Dr. André Yves Cribb, pesquisador da Embrapa, e tem como principal objetivo a otimização da cadeia produtiva da ranicultura com redução dos custos operacionais.

Podem participar todos os interessados que atuam na cadeia ranícola. As inscrições são limitadas e devem ser realizadas pelo e-mail ctaa.ranicultura@embrapa.br.

ra

Local: Unidade de Pesquisa em Ranicultura da Fundação Instituto de Pesca do Estado do Rio de Janeiro – FIPERJ

Av. das Américas, 31.501, Guaratiba – RJ

Horário:

9h às 16h

Informações:

FIPERJ

(21)2333-6828





Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Nenhum comentário