Inspiração: Conheça 8 mulheres que são destaques em suas áreas


Imagem do Post

Apesar de ter sido oficializado pela ONU somente em 1975, o Dia Internacional da Mulher, 08 de março, teve a sua origem ainda no início do século 20, quando diversos protestos trabalhistas aconteceram simultaneamente nos Estados Unidos e na Europa.

 

 

O Dia Internacional da Mulher não se resume à comemoração, flores, chocolates e elogios. A data é para reflexão, mobilização e conscientização sobre assuntos como igualdade de gêneros, discriminações e violências sofridas pelas mulheres.

 

 

 

 

O cenário atual ainda é de muita luta por igualdade de direitos, segurança e respeito, mas o ponto positivo é que agora as mulheres falam e são ouvidas. A internet tem grande responsabilidade nesta ascensão. Por meio dela, o feminismo ganhou ainda mais força, alcançou novas pessoas e vem mudando o mundo!

 

 

Quem não lembra do vídeo do batom vermelho?

Resultado de imagem para gif jout jout

 

 

Termos como “empoderamento feminino”, “girl power”, sororidade, amor próprio, e diversas hahstags dão oportunidades de fala e encorajam mulheres pelo mundo. Novas referências surgem na televisão, na música e no YouTube.

 

 

Ou das músicas empoderadas da Anitta?

 

Resultado de imagem para gif anitta

 

 

Mulheres incríveis inspiram mulheres incríveis! É conhecendo histórias de moças que revolucionaram o mundo e reconhecendo as suas conquistas que a mudança acontece! Se o Dia Internacional da Mulher surgiu da luta por melhores condições de trabalho, nada mais justo que enaltecer mulheres que fizeram história em suas profissões.

 

 

 

Conheça agora 10 mulheres extraordinárias e suas grandiosas conquistas

 

1 – Rachel de Queiroz – Jornalista 

 

Nascida em 1910, no Ceará, a Jornalista Rachel de Queiroz foi também Escritora, Tradutora, Teatróloga e fez história por ser a primeira mulher a entrar para a Academia Brasileira de Letras e também a receber o Prêmio Camões.

 

 

Seu primeiro romance, “O Quinze”, foi premiado pela Fundação Graça Aranha e sua outra obra, “Memorial de Maria Moura”, foi transformada em minissérie.

 

 

2 – Myrthes Gomes de Campos – Direito

 

É inspiração que fala, né? A Myrthes Gomes de Campos foi a primeira mulher a exercer a Advocacia no Brasil. A primeira Advogada brasileira nasceu em Macaé, no Rio de Janeiro, e desde sempre demonstrou interesse por leis e questões jurídicas.

 

 

Embora não tenha recebido apoio da sua família para ingressar na faculdade de Direito, Myrthes não desistiu e formou-se em 1898, mas, por conta do preconceito, foi só em 1906 que conseguiu exercer a profissão.

 

A advogada defendeu pautas feministas, como o exercício da Advocacia pela mulher, o voto feminino e a defesa da emancipação jurídica feminina.

 

 

3 – Lina Bo Bardi – Arquitetura

 

Lina Bo Bardi foi uma reconhecida Arquiteta ítalo-brasileira que marcou seu nome na história. Nascida em Roma, em 1914, ganhou notoriedade com seu escritório em Milão, porém o sucesso de Lina foi interrompido durante a Segunda Guerra Mundial, quando teve o seu escritório bombardeado.

 

 

Alguns anos depois, veio para o Brasil e encantou-se com as belezas do Rio de Janeiro, a cultura popular e com a possibilidade de exercer a sua profissão livremente.

 

Dentre as suas diversas obras, destaca-se o Museu de Arte de São Paulo. O projeto ousado é uma referência da Arquitetura do século 20 e uma das construções mais bonitas e modernas do país.

 

 

4 – Hedy Lamarr – Engenharia

 

Apesar de não ser Engenheira, Hedy Lamarr tem grande destaque na área. A Atriz e Inventora austríaca teve grande importância na criação de um sistema que possibilitou a comunicação sem fio.

 

 

Na época, a tecnologia criada por ela e George Antheil foi fundamental para o sistema de comunicações das forças armadas dos EUA. A descoberta tinha o objetivo de permitir que as ondas dos rádios dos navios de guerra americanos não fossem embaralhadas pelos navios alemães.

 

A moça, simplesmente, descobriu a tecnologia necessária para a existência do wi-fi, bluetooth e dos celulares.

 

 

5 – Letitia Geer – Enfermagem

 

Letitia Geer tem grande importância na área da Saúde! A americana facilitou a aplicação de substâncias por meio de um pistão que podia ser operado apenas com uma das mãos.

 

 

Em 2 de abril de 1899, Letitia registrou a patente da primeira seringa para aplicação de substâncias. Até hoje, as seringas são inspiradas pelo modelo apresentado pela inventora.

 

Você pode conferir a patente original aqui.

 

 

6 – Marta – Educação Física

 

Marta é atacante da Seleção Brasileira de Futebol feminino e a prova que lugar de mulher é onde ela quiser! A jogadora vem escrevendo lindamente a sua história, abrindo portas e quebrando tabus.

 

 

Eleita pela FIFA por seis vezes a melhor jogadora do mundo, sendo cinco delas consecutivas, é a recordista do prêmio.

 

Marta ainda é a maior artilheira da história da Copa do Mundo de Futebol feminino e a maior artilheira da Seleção Brasileira, em todas as categorias, com 101 gols.

 

É ou não é para se orgulhar?

 

 

7 – Sarah Breedlove – Estética e Cosmética

 

Nascida em uma família de escravos, Sara foi a primeira da sua família a nascer livre. Com uma história marcada por mortes precoces e violência, a moça tornou-se a primeira milionária americana por mérito próprio.

 

 

Ao desenvolver um tratamento caseiro para a queda de cabelos, Sarah criou os seus primeiros produtos com enxofre na fórmula: um shampoo e uma pomada para tratar e estimular o crescimento dos fios!

 

A empreendedora expandiu os seus negócios por todo o país, enviando os seus produtos por entrega postal e viajando vários estados para treinar as suas consultoras de beleza. Posteriormente, abriu a sua própria fábrica e começou a comercializar em diversos países.

 

 

8 – Anna Freud – Psicologia

 

Com certeza você já ouviu falar do pai dela. Anna Freud é a filha caçula de Sigmund Freud e foi grande discípula de seu pai, mostrando como o trabalho dele poderia ganhar novos horizontes.

 

 

Formada em Pedagogia, a moça focou seus estudos na área infantil e se aprofundou na psicanálise para crianças, tornando-se pioneira no segmento.

 

Anna ainda estabeleceu clínicas e berçários para crianças que eram vítimas da guerra, sobreviventes do holocausto ou que estavam sendo atormentadas pelas suas vidas.

 

 

Quem te inspira?

Deixe aqui nos comentários as mulheres que te inspiram e conte para a gente o porquê!

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Revisão: Luana Medeiros





Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

Nenhum comentário