Iniciação Científica UNISUAM: cases de sucesso


Iniciação Científica UNISUAM: cases de sucesso

iniciacao

A Iniciação Científica é uma etapa importante na vida do futuro cientista. De acordo com o site da FIOCRUZ, Iniciação Científica é a “experiência de pesquisa voltada para alunos de Graduação interessados em conhecer as atividades de investigação desenvolvidas nas instituições de Ciência e Tecnologia”, ou seja, é o primeiro passo na vida de quem quer se dedicar à carreira acadêmica.

A UNISUAM possui em seu Programa de Iniciação Científica diversas linhas de pesquisa, que visam contribuir para a formação dos alunos em Pesquisa, Extensão e Inovação, por meio do aprendizado de técnicas e métodos científicos e tecnológicos.

Com o intuito de incentivar a participação de nossos alunos e propiciar a eles imersão e a experimentação na atividade de pesquisa, a Vice-Reitoria de Pesquisa, Extensão e Inovação investe em encontros para acompanhar os resultados das pesquisas, organiza semanas temáticas, além de trazer grandes nomes nacionais e internacionais da área para compartilhar seus conhecimentos e expertise com nossos alunos.

Investimentos como esses trazem bons resultados. Veja 3 cases de sucesso que surgiram a partir dos Projetos de Pesquisa, Extensão e Inovação da UNISUAM:

 

 

Confortlife

Desenvolvido por Thais de Oliveira Freire para a disciplina de Empreendedorismo, ministrada pela Profª Sandra Vivoni.

thais-freire

A aluna, de 28 anos, Técnica de Enfermagem, e que, atualmente, cursa Engenharia Civil, estava aflita em não ter algo para apresentar e faltavam apenas três semanas para A1. De acordo com ela, teria que apresentar algo e não surgia um plano de negócio, pois queria algo inovador. Em uma das idas até a mesa da professora, Thais teve a orientação que fez uma grande diferença nas suas ideias de como formar e desenvolver qualquer coisa. A professora falou: “Fique calma, vai dar tudo certo. O primeiro passo você já deu que é estar aqui, agora não tente inventar algo, tente solucionar um problema”.  Seguindo o conselho, no dia seguinte, enquanto estava no trabalho a aluna inventou algo inovador, algo que deveria ser patenteado e que não tinha no mercado.

Thais desenvolveu o Confortlife, que serve para minimizar a pressão na área dos quadris de pessoas acamadas, sejam elas idosas, obesas ou politraumatizadas (com sequelas momentâneas ou final). A sua utilização melhora a circulação sanguínea da área e impede o surgimento de escaras, ou úlceras de pressão, que são as feridas que aparecem no corpo de pessoas que permanecem muito tempo na mesma posição. A aluna ressalta que escolheu trabalhar com essa área do corpo humano por ser uma região com um nível de contaminação muito alto, considerando a proximidade de contato com secreções do corpo.

 


Doce por Natureza

Não é só Thais que aliou uma necessidade com o conhecimento técnico adquirido em sala de aula para criar um produto incrível para o mercado. Ketrin Cordova Brum, 28 anos, aluna do curso de Nutrição e que já teve a sua participação no II Encontro de Iniciação Científica narrado aqui, é a fundadora da Doce por Natureza, uma empresa que produz alimentos para pessoas com restrição alimentar. Não utilizam leite, glúten, soja, corante, conservante, aditivos químicos em sua composição e possuem uma linha sem açúcar.

14886354_10205643029994005_351368969_n

A empresa surgiu quando Ketrin teve seu segundo filho, Lucas, que nasceu com uma alergia alimentar severa. Na época, a aluna largou o trabalho de Professora de Inglês em Iguaba Grande para se mudar para o centro do Rio em busca de um tratamento. Ela conta que ao saber que teria uma criança alérgica em casa, passou a desenvolver receitas de alimentos que não causassem alergia no Lucas, mas que fossem saborosos para que todos em sua casa gostassem de comer.

Deu certo e as receitas ficaram muito boas, tanto que Ketrin empreendeu, uma vez que, passando por uma situação financeira muito difícil, já que havia parado de trabalhar para cuidar de Lucas e os gastos médicos chegavam aos R$5.000,00 mensais, ela começou a vender os produtos para outras mães com crianças alérgicas por meio do Facebook. Em pouco tempo as vendas passaram a sustentar todo o tratamento.

Nesta fase, Ketrin procurou o NAE/Pólen e, hoje, a Doce por Natureza sustenta toda a sua família, e alimenta muitos alérgicos do Rio de Janeiro. Não satisfeita em gerir uma empresa, a aluna também desenvolve outras atividades, todas voltadas para minimizar a dor de quem sofre de alergia. Entre essas atividades podemos citar suas palestras; seu serviço de coach nutricional; o grupo Cariocas Alérgicos, que serve para trocar informações com quem passa por esse mesmo problema; sua coluna no blog “Mães que Cuidam de G6PD”, que fala sobre tratamento nutricional para crianças com deficiência enzimática G6PD.

Aparentemente o dia de Kétrin tem 50 horas, já que, além de todas essas funções, ela ainda participa do Projeto de Iniciação Científica, que estuda como o uso da carne de rã touro pode auxiliar no tratamento da alergia alimentar.

 

 

“Projeto AMBENAP”, “Projeto Novas Subjetividades” e “Projeto Representação Social e Polícia Militar: Uma Proposta de Questionamento”

Jéssica Farias Nevoa, aluna do curso de Psicologia, participa de 3 projetos de pesquisa diferentes: “Projeto AMBENAP”, coordenado pela Profª Maria Geralda de Miranda, que tem foco na questão socioambiental; “Projeto Novas Subjetividades”, da mestranda Ana Paula Vergara, que trabalha a subjetividade na apropriação do ambiente; e “Projeto Representação Social e Polícia Militar: Uma Proposta de Questionamento”, que ela mesmo propôs.

jessica-nevoa-2

A aluna entrou na UNISUAM em 2014 e já no começo da Graduação começou a fazer parte do Projeto de Iniciação Científica da Profª Rachel Shimba, em que pesquisava habilidades sociais e estresse. Nesse primeiro momento, participou das mostras da ATC, das mostras do Conselho Regional de Psicologia e também do Congresso Nacional de Psicologia.

Esses três cases refletem bem o dia a dia dos pesquisadores, pessoas que lutam diariamente para promover, por meio da ciência, soluções para problemas que observam ao seu redor, se esforçando para transformar o mundo em um lugar melhor para todos.

 

Quer fazer parte da Iniciação Cientifica da UNISUAM? Clique aqui e saiba mais.

 





Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Nenhum comentário