I SIMEPEC discutiu o “Desafio da Engenharia nas atuais grandes obras do Rio de Janeiro”


I SIMEPEC discutiu o “Desafio da Engenharia nas atuais grandes obras do Rio de Janeiro”

abertura_simepec

Entre os dias 05 e 07/11 foi realizado o I Simpósio de Estudantes e Profissionais de Engenharia Civil – SIMEPEC, que tinha por objetivo encorajar e divulgar a produção científica na área de Engenharia Civil, permitindo que alunos de Graduação, Pós-Graduação, recém-formados, Docentes, Pesquisadores, Projetistas, Arquitetos e demais profissionais atuantes na área de Engenharia Civil apresentassem as suas contribuições acadêmicas, discutindo e aprofundando resultados de pesquisas desenvolvidos em suas monografias de conclusão de curso e Pós-Graduação e/ou em seus ambientes de trabalho.

Com o tema “Desafio da Engenharia nas atuais grandes obras do Rio de Janeiro”, foram realizadas diversas palestras, sessões técnicas e apresentações de pôsteres, que abordaram os desafios, dificuldades e perspectivas de avanço tecnológico na Engenharia Civil em consequência das necessidades oriundas das grandes intervenções que estão sendo projetadas e executadas na cidade do Rio de Janeiro atualmente.

A abertura do evento, realizada na noite do dia 05/11, contou com a participação do Prof. Pedro Pascoal Sava – Vice-Reitor de Relacionamento Institucional UNISUAM, Agostinho Guerreiro – Presidente CREA/RJ, Francis Bogossian – Presidente Clube de Engenharia e Marlise de Matosinhos Vasconcellos – Presidente da Sociedade Brasileira de Engenharia de Segurança – SOBES. Em seguida, o “Cenário Atual das Grandes Obras do Rio de Janeiro” foi o assunto discutido na palestra ministrada por Alexandre Pinto da Silva, Engenheiro Civil – Secretário Municipal de Obras do Rio de Janeiro.

“Segurança no Trabalho nas Grandes Obras da Construção Civil”, tema abordado por Marlise de Matosinhos Vasconcellos – Presidente SOBES, na manhã do dia 06/11, e “A Importância da Rede Ferroviária para a Mobilidade Urbana em Decorrência das Grandes Obras do Rio de Janeiro”, discussão proposta por Carlos José Cunha, Engenheiro Civil – Presidente da SuperVia, durante a tarde do dia 07/11, foram algumas das inúmeras palestras promovidas pelo SIMEPEC.

Um dos pontos altos do evento foi a segunda edição do ProjetArte – Concurso de Pontes de Macarrão da UNISUAM, que encerrou o SIMEPEC. Sucesso absoluto em sua primeira edição, realizada em novembro passado, o concurso visa estimular o trabalho em equipe, a criatividade e conscientização da responsabilidade na construção de uma estrutura hiperestática, além de possibilitar aos alunos aplicarem alguns conceitos teóricos aprendidos em sala de aula na prática.

pontes_macarrao

De acordo com o regulamento deste ano, as pontes foram julgadas através de dois critérios distintos: maior eficiência e melhor desenho arquitetônico. Para cada ponte submetida ao teste de colapso, foi calculado o fator de eficiência (F), da seguinte forma: seria considerada vencedora no critério de maior eficiência a ponte que apresentasse o maior fator de eficiência (F). Em caso de empate de duas ou mais pontes com o mesmo fator de eficiência, seriam utilizados como critérios de desempate, na seguinte ordem, a maior doação de massa por parte do grupo, o menor número de componentes do grupo e a ordem de entrega das pontes (aquela que tivesse sido entregue primeiro).

No critério “maior eficiência” foram concedidos os prêmios de R$ 500,00 (1º lugar), R$ 300,00 (2º lugar) e R$ 200,00 (3º lugar). Já no critério “melhor desenho arquitetônico”, recebeu a premiação de R$ 200,00, a ponte que obteve a maior pontuação em julgamento técnico efetuado por uma comissão formada por professores do curso de Arquitetura da UNISUAM, de acordo com os seguintes critérios: acabamento estrutural, criatividade no uso do macarrão, design e simetria.

 

Veja abaixo a pontuação obtida pelos grupos vencedores:

 

1º Lugar – Fator de Eficiência = 40,964 (Ponte 01)

1_lugar

Christiano Figueiredo Junqueira – Engenharia Civil

Geovane Alves dos Santos Azevedo – Engenharia Civil

Renata da Silva de Abreu – Engenharia Civil

Kelly Kurz Filhagosa – Engenharia Civil

Joana Angelica Adão Almeida – Engenharia Civil

ponte_1
2º Lugar – Fator de Eficiência = 26,792 e Vencedor da Categoria Desenho Arquitetônico (Ponte 03)

2_lugar
Veronique Juliane dos Santos Ribeiro – Engenharia Civil

Gabriel da Trindade Magalhães Júnior – Engenharia Civil

Diogo Regis – Engenharia Civil

Fabricio Carvalho da Fonseca – Engenharia Civil

Rafael Gomes Camêlo – Engenharia Civil

João Paulo Morais Ferreira dos Santos – Engenharia Civil

ponte_3
3º Lugar – Fator de Eficiência = 13,400 (Ponte 10)

3_lugar

Alessandro de Melo Tuller – Engenharia Civil

Bruno Almeida e Silva – Engenharia Civil

Nilton Eduardo Nepomuceno Conde – Engenharia Civil

Julio Cesar da Mata e Silva – Engenharia Civil

Marcos Adonis Fagundes – Engenharia Civil


ponte_10

 





Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Nenhum comentário