Fisioterapia no Brasil – 5 décadas de história


Fisioterapia no Brasil – 5 décadas de história

A Fisioterapia comemora 50 anos de regulamentação no dia 13 de outubro de 2019

 

 

 

Criação da ABBR – O começo de tudo

 

A criação da Associação Brasileira de Reabilitação – ABBR, fundada em 05 de agosto de 1954, no Rio de Janeiro, foi um marco importante para a Fisioterapia no Brasil.

 

Com o intuito de auxiliar portadores de deficiências físicas através de práticas terapêuticas interdisciplinares, foi criado, também, na instituição um centro de reabilitação.

 

A partir da crescente demanda para atendimento aos portadores de deficiências físicas, foi implementado o curso para a formação de Técnico em Reabilitação, que tinha, na época, como principal clientela os pais e responsáveis pelos pacientes.

 

Esta iniciativa visava, primordialmente, suprir de recursos humanos especializados os quadros do Centro de Reabilitação da ABBR, mas sem a pretensão de que os seus cursos funcionassem com periodicidade regular. Entretanto, o profissional formado naquela época deveria ter nível universitário para exercer as suas atividades como Auxiliar de Médicos, limitado à execução dos tratamentos, prescritos por estes.

 

A primeira turma do curso de Técnico em Reabilitação, com 16 alunos, a colar grau com a denominação de Fisioterapeuta, formou-se em 27 de fevereiro de 1958.

 

A ABBR solicitou, então, ao Ministério de Educação e Cultura, o reconhecimento dos estudos feitos em seus cursos, o que veio a acontecer através do parecer CESU / MEC 362/63, que teve como relator do processo o Prof. Plínio Salgado.

 

Com isso, os graduados naqueles cursos foram oficialmente denominados, pela instância educacional, de Técnicos em Fisioterapia, uma vez que não havia a possibilidade do uso da nomenclatura de Auxiliar aos egressos de um curso de Graduação.

 

 

 

Surge o curso de Fisioterapia UNISUAM

 

O curso de Fisioterapia da ABBRA foi criado em 1963 e reconhecido pelo Decreto Lei nº 57353, de 26 de novembro de 1965. Em 1978/1979, foi absorvido pelo Centro Universitário Augusto Motta, dando origem ao curso de Fisioterapia UNISUAM que conhecemos hoje.

 

(Leia mais: Fisioterapia UNISUAM é considerado o melhor curso do Rio)

 

Por meio da Portaria 511/64, do MEC, foi homologado o currículo mínimo para a formação de Técnico em Fisioterapia, cuja carga horária mínima era de 2.160 horas. Este fato contribuiu para a estruturação do curso, que era a única possibilidade de formação técnica daquele momento.

 

 

 

A regulamentação da profissão

 

O Decreto Lei nº 938, de 13 de outubro de 1969, rege que os Fisioterapeutas diplomados por escolas e cursos reconhecidos são profissionais de nível superior.

 

A Lei nº 6316, de 17 de dezembro de 1975, cria os Conselhos Regionais e Federais de Fisioterapia e Terapia Ocupacional e 5 anos mais tarde é criado o Sindicado dos Fisioterapeutas e Terapeutas Ocupacionais.

 

 

 

Fisioterapia UNISUAM – 56 anos formando profissionais de destaque no mercado

 

Há 56 anos fazendo história e com cerca de 3.000 profissionais formados, o curso de Fisioterapia UNISUAM não apenas contribuiu na formação dos Fisioterapeutas e na regulamentação da própria profissão, como, também, vem, ao longo desses anos, se fortalecendo no meio acadêmico e profissional por ter assumido, como compromisso, a oferta de um curso de Graduação que forma profissionais qualificados e comprometidos com os aspectos legais, técnicos e científicos do exercício da profissão.

 

fisioterapia_unisuam_em_acao

 

Premiado anualmente com 3 estrelas pelo Guia do Estudante, desde 2007, e tendo nota 4 pelo ENADE/MEC, é reconhecido como um dos melhores do Rio de Janeiro. Os professores são altamente qualificados e estão inseridos no mercado de trabalho nas diversas especialidades da Fisioterapia, colaborando para a consolidação da profissão através do aprimoramento constante.

 

(Leia mais: Coordenador do curso de Fisioterapia UNISUAM integra Comissão Técnica da Seleção Brasileira Masculina de Hóquei sobre Grama)

 

Atenta à crescente necessidade de bons profissionais no mercado, a UNISUAM oferece um ensino multidisciplinar e generalista, com enfoque nas Políticas Públicas de Saúde, conferindo ao aluno conhecimento para atuar em diversas áreas da Fisioterapia, como a Traumato-Ortopédica, Respiratória, Neurofuncional, Cardiovascular, Oncológica e Terapia Intensiva. O curso também se aprofunda em áreas em crescimento no mercado, como a Dermatofuncional, a Desportiva, a Saúde da Família e do Trabalhador.

 

O Fisioterapeuta formado pela UNISUAM é um profissional de destaque no mercado. Desde a sua formação, ele atua na área, tendo à sua disposição a Clínica-Escola, que é referência de tratamento para grandes hospitais da cidade, como o Instituto Nacional do Câncer e Hospital Geral de Bonsucesso, oferecendo atendimento em áreas diversas da Fisioterapia.

 

unisuam_fisioterapia_acao_social

 

O aluno tem, ainda, a oportunidade de aperfeiçoamento profissional alinhado com as necessidades do mercado, participando de projetos vinculados à Universidade Aberta à Terceira Idade, Projetos de Extensão e Projetos de Iniciação Científica, que contribuem para uma formação diferenciada e mais coerente com as exigências atuais do mercado de trabalho e com a realidade da assistência à saúde no Brasil.

 

 

 

 

 

Quer estudar com a gente?

 

MATRÍCULAS ABERTAS

 

 

 

Conheça o curso de Fisioterapia UNISUAM!

Para mais informações, ligue (21) 3882-9797





Luana Medeiros

Por

Analista de Comunicação e MKT/Jornalista/Revisora - Especialista em produção de conteúdo com foco em alta performance

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Nenhum comentário