Docentes e egressa do Mestrado em Desenvolvimento Local UNISUAM participam de congresso na China


Docentes e egressa do Mestrado em Desenvolvimento Local UNISUAM participam de congresso na China

Entre os dias 24 e 28/07, as docentes do Mestrado em Desenvolvimento Local UNISUAM, Maria Geralda de Miranda e Kátia Eliane Santos Avelar, juntamente com a egressa do programa, Jaqueline Guimarães Mendes, participaram do XII Congresso da Associação Internacional de Lusitanistas – AIL, em Macau, China.

Segundo a Profª Maria Geralda, a participação no congresso da AIL foi uma oportunidade ímpar para conhecer pesquisas educacionais, culturais, linguísticas e sociais desenvolvidas, no âmbito da Língua Portuguesa, em diversas partes do mundo, tais como Itália, Reino Unido, China, Estados Unidos, Santiago de Compostela, Timor Leste, dentre outras, bem como nos países falantes do idioma português, como Angola, Moçambique, Guiné, São Tomé e Príncipe.

A UNISUAM foi representada no evento por meio da apresentação de 3 pesquisas. A primeira delas, intitulada “Educação para os recursos hídricos”, desenvolvida por Jaqueline Guimarães Mendes, sob orientação da Profª Maria Geralda de Miranda, foi compartilhada, dia 25/07, com os participantes da sessão de comunicações paralelas e relatou a experiência da intervenção realizada pelo projeto “Implicações do Ambiente no Processo de Ensino Aprendizagem”, apoiado pelo Programa Observatório da Educação da CAPES, desenvolvido junto a escolas do Complexo do Alemão, especialmente junto ao Colégio Estadual José de Souza Marques, local em que as pesquisadoras desenvolveram a pesquisa e realizaram várias atividades de extensão voltadas para os recursos hídricos.

A segunda pesquisa, apresentada em sessão paralela no dia 27/07, denominada “Educação básica e gênero”, relacionada ao mesmo projeto, foi desenvolvida pela mestranda Renata Correia Sinimbu Gomes, sob orientação da Profª Kátia Avelar, que foi quem apresentou o trabalho no congresso, levantou muitas discussões acerca do modo pelo qual a escola de Ensino Básico lida com as questões relativas ao gênero.

IMG-20170823-WA0007

O terceiro trabalho, apresentado também em sessão paralela, no dia 27/07, pela Profª Maria Geralda de Miranda, relatou os primeiros resultados de sua pesquisa sobre cinema africano, desenvolvido junto à Universidade de Lisboa. O trabalho, que tem como título “Impunidades assassinas, de Sol de Carvalho: Cultura patriarcal moçambicana em xeque”, discute a problemática da violência doméstica em Moçambique, por meio do longametragem “Impunidades Criminosas”, que, não obstante tratar da realidade de um outro país, em muito se assemelha à realidade das mulheres pobres brasileiras, principalmente as moradoras de comunidades carentes.

De acordo com as docentes, as pesquisas desenvolvidas pelo Mestrado em Desenvolvimento Local UNISUAM tiveram grande impacto e repercussão no âmbito do XII Congresso Internacional da AIL.





Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Nenhum comentário