Docente e alunos do Mestrado em Ciências da Reabilitação UNISUAM apresentam estudos no Congresso Mundial de Dor em Boston


Imagem do Post

 

O Mestrado em Ciências da Reabilitação UNISUAM marcou presença, entre os dias 11 e 16/09, no XVII Congresso Mundial de Dor, em Boston, nos Estados Unidos.

 

 

Organizado pela Associação Internacional para o Estudo da Dor – IASP, o evento, dedicado a compartilhar novos desenvolvimentos em pesquisa, tratamento e educação sobre dor, reúne milhares de representantes de mais de 100 países em múltiplas disciplinas relacionadas ao tema, dentre eles cientistas, pesquisadores, médicos, estudantes e estagiários – todos dedicados a melhorar o alívio da dor em todo o mundo.

 

 

Prof. Ney Meziat Filho, Docente e Pesquisador, juntamente com Jessica Fernandez e Júlia Castro, ambas alunas do Mestrado em Ciências da Reabilitação UNISUAM, ministraram, dia 11/09, durante o Simpósio Satélite Pain, Mind and Movement, o workshop “Que tipo de exercício de Terapia Cognitivo-Funcional tem sido realizado nos dois ensaios clínicos conduzidos no Brasil?”, cativando a atenção da plateia e promovendo um debate interessante dentro da comunidade científica ao compartilharem os resultados dos estudos.

 

 

Os ensaios clínicos, iniciados em julho de 2017, testam a eficácia da Terapia Cognitivo-Funcional versus a Terapia Manual combinada com exercícios de controle motor (RJ) e Treinamento do CORE (Campinas) no tratamento de dores lombares crônicas inespecíficas.

 

 

O protocolo do estudo que está sendo realizado no Rio de Janeiro foi publicado recentemente no Journal of Physiotherapy, revista de maior fator de impacto da área da Fisioterapia. As alunas de Doutorado, Cíntia Pereira e Fabiana Cunha, e os Fisioterapeutas Pedro Pereira e Paula Santos também participam destes estudos, além de uma equipe de pesquisa que conta com 5 alunos de Iniciação Científica, entre outros colaboradores externos.

 

 

Prof. Ney Meziat Filho também palestrou sobre o tema “Há evidência que suporte o uso do termo Text Neck como uma epidemia moderna da era do telefones celulares?”. A apresentação foi baseada na pesquisa, da qual ele é um dos autores, publicada pelo European Spine Journal e repercutida internacionalmente, que consistiu em observar se aqueles que ficam com a maior flexão cervical ou projeção anterior da cabeça, segundo a opinião de 3 Fisioterapeutas experientes e também segundo a autopercepção do próprio participante, se queixavam mais de dor cervical.

 

 

“Foi uma troca de experiência incrível e que nos motiva a continuar realizando pesquisa de alta qualidade e a divulgar nossos trabalhos. Melhor ainda foi ver 2 alunas do Mestrado em Ciências da Reabilitação UNISUAM como palestrantes no maior e mais importante congresso de dor do mundo” ressalta Prof. Ney Meziat Filho.

 

 

Foram expostos, ainda, no formato pôster, os trabalhos das alunas Roberta Mendonça, Aline Gomes e Julia Castro.

 

(Leia mais: Estudo realizado pelo Mestrado em Ciências da Reabilitação UNISUAM é divulgado em veículo internacional)

 

 

 

Você está com dor lombar há mais de 3 meses? Participe do estudo do Doutorado e Mestrado em Ciências da Reabilitação UNISUAM!

 

O ensaio clínico do Rio de Janeiro continua recrutando pacientes com dores lombares crônicas. Os atendimentos estão sendo realizados às sextas-feiras, nos laboratórios do Programa de Mestrado e Doutorado em Ciências da Reabilitação UNISUAM, no mesmo edifício da Clínica Escola Amarina Motta – CLESAM, em Bonsucesso.

 

(Leia mais: Você está com dor lombar há mais de 3 meses? Participe do estudo do Doutorado e Mestrado em Ciências da Reabilitação UNISUAM!)

 

Mais informações pelos telefones (21) 98877-8037 / (21) 99759-9406 ou envie um e-mail para dorlombarunisuam@gmail.com

 

 

 

Sobre o Programa de Pós-Graduação Stricto Sensu em Ciências da Reabilitação UNISUAM

 

O Programa de Especialização Stricto Sensu em Ciências da Reabilitação UNISUAM é o único no Estado do Rio de Janeiro com perfil multidisciplinar, o que possibilita a capacitação interdisciplinar de alunos de distintas formações acadêmicas, que atuam ou pretendem atuar com reabilitação e promoção da saúde, articulando Ensino e Pesquisa.

 

Reconhecido pela CAPES como excelente, o Programa em Ciências da Reabilitação UNISUAM conta com professores altamente qualificados e infraestrutura de ponta, tendo como foco o desenvolvimento tecnológico de sistemas e equipamentos, passando por estudos funcionais do desempenho e reabilitação esportiva e paradesportiva até o aperfeiçoamento de estratégias de promoção, prevenção e inserção nas políticas públicas de saúde.

 

O Programa possui 3 linhas de pesquisa:

 

Abordagem Terapêutica em Reabilitação – Contempla a avaliação do desempenho funcional e da qualidade de vida em função das intervenções terapêuticas nas fases do desenvolvimento ontogênico, visando à reabilitação de desordens nas diversas populações. Adicionalmente, esta linha objetiva o desenvolvimento tecnológico de sistemas e análise da validade e confiabilidade dos instrumentos utilizados em Reabilitação.

 

Avaliação Funcional em Reabilitação – Abrange o estudo dos aspectos funcionais, metodológicos e epidemiológicos envolvidos no processo saúde-doença e no desempenho esportivo, influenciados pelas condições fisiológicas, fisiopatológicas, cognitivas, biomecânicas, biofísicas, bioquímicas e morfológicas. Tem como objetivo o planejamento de ações estratégicas de promoção, prevenção e reabilitação, considerando as diferentes características populacionais e sua inserção nas políticas públicas de saúde.

 

Avaliação e Intervenção no Esporte Adaptado – Investiga os principais aspectos fisiológicos e biomecânicos de praticantes de diferentes esportes adaptados e inclui o estudo das intervenções para prevenir e recuperar lesões advindas da prática esportiva e otimizar o desempenho funcional.

 

 

 

Mestrado

Proporciona ao aluno as bases científicas para a Pesquisa e Ensino e seu caráter multidisciplinar abrange o desenvolvimento tecnológico de sistemas e equipamentos, passando por estudos funcionais do desempenho e reabilitação esportivo e paradesportivo até o aperfeiçoamento de estratégias de promoção, prevenção e inserção nas políticas públicas de saúde.

 

 

 

Doutorado

 

Foca na inserção dos alunos em programas de pesquisa já consolidados, autônomos e na criação e desenvolvimento de novos núcleos de pesquisadores, além do exercício profissional em um padrão altamente qualificado.

 

 

 

Pós-Doutorado

 

Visa à inserção e integração de pesquisadores brasileiros e estrangeiros para realização de projetos de pesquisa desenvolvidos na área da reabilitação de modo autônomo.

 

 

Saiba mais!





Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

Nenhum comentário