Confira o que rolou no IV Simpósio Paradesportivo Carioca!


Imagem do Post

O Programa de Pós-Graduação em Ciências da Reabilitação UNISUAM realizou, nos dias 22 e 23/05, na Unidade Bonsucesso, o IV Simpósio Paradesportivo Carioca.

 

O evento contou com a participação do Vice-Presidente do Comitê Paralímpico Brasileiro – CPB, Prof. Ivaldo Brandão, que palestrou sobre os avanços científicos no paradesporto brasileiro e as perspectivas para os Jogos Paralímpicos de 2020, em Tóquio.

 

 

Também esteve presente o Presidente da Academia Paralímpica Brasileira, Prof. José Fernandes Filho, que destacou o crescimento das publicações científicas envolvendo o esporte adaptado e ressaltou a importância de linhas de pesquisa que investiguem o esporte adaptado, tal como a linha “Avaliação e Reabilitação no Esporte e no Esporte Adaptado”, do Programa de Pós-Graduação em Ciências da Reabilitação UNISUAM.

 

A programação incluiu, ainda, discussões sobre o Esporte Paralímpico Militar, o esporte e a criança com deficiência, a biomecânica no esporte adaptado, a literatura acessível e a psicologia no esporte adaptado.

 

Os atletas paralímpicos Lucas Araújo, da bocha, e Júnior Wirzma, do rugby em cadeira de rodas, representantes do Brasil nos Jogos Rio 2016, compartilharam as suas experiências como atletas na mesa-redonda “Não tenham pena de nós! Somos atletas”.

 

 

Nesta edição, os alunos de Graduação do curso de Bacharelado em Educação Física tiveram a oportunidade de apresentar os seus Trabalhos de Conclusão de Curso – TCC, orientados pela Profª Patrícia Vigário, na seção de temas livres. Todos os trabalhos tiveram como tema o esporte para pessoas com deficiência e os três que mais se destacaram, segundo a banca avaliadora, foram premiados com Menção Honrosa.

 

Para a aluna Larissa Caldas, cujo grupo abordou a importância da prática do treinamento de força no estado geral de saúde do lesado medular, a oportunidade de apresentar o TCC em um evento desta magnitude é uma experiência ímpar, que contribui de forma significativa para a formação acadêmica.

 

“Trabalhar esta temática no TCC foi inicialmente um grande desafio, mas o resultado foi muito positivo, pois nos permitiu aprender mais sobre este universo, tornando-nos profissionais mais completos”, observa Cristiane Cunha, aluna que também apresentou o seu TCC no evento.

 

Em sua 4ª edição, o Simpósio Paradesportivo Carioca se consolidou como um dos principais eventos científicos relacionados ao esporte adaptado no Rio de Janeiro.

 

“A realização de eventos como este é muito importante em múltiplos aspectos, que envolvem desde discussões sobre como inserir socialmente a pessoa com deficiência, estratégias para melhorar o desempenho esportivo do atleta, estimular a realização de pesquisas científicas e fortalecer a integração entre Graduação, Pesquisa e Extensão”, ressalta a Profª Patrícia Vigário, organizadora do IV Simpósio Paradesportivo Carioca.

 

 

 

 

Sobre o Programa de Pós-Graduação Stricto Sensu em Ciências da Reabilitação UNISUAM

 

 

O Programa de Especialização Stricto Sensu em Ciências da Reabilitação UNISUAM é o único no Estado do Rio de Janeiro com perfil multidisciplinar, o que possibilita a capacitação interdisciplinar de alunos de distintas formações acadêmicas, que atuam ou pretendem atuar com reabilitação e promoção da saúde, articulando Ensino e Pesquisa.

 

 

Reconhecido pela CAPES como excelente, o Programa em Ciências da Reabilitação UNISUAM conta com professores altamente qualificados e infraestrutura de ponta, tendo como foco o desenvolvimento tecnológico de sistemas e equipamentos, passando por estudos funcionais do desempenho e reabilitação esportiva e paradesportiva até o aperfeiçoamento de estratégias de promoção, prevenção e inserção nas políticas públicas de saúde.

 

 

O Programa possui 3 linhas de pesquisa:

 

 

Abordagem Terapêutica em Reabilitação – Contempla a avaliação do desempenho funcional e da qualidade de vida em função das intervenções terapêuticas nas fases do desenvolvimento ontogênico, visando à reabilitação de desordens nas diversas populações. Adicionalmente, esta linha objetiva o desenvolvimento tecnológico de sistemas e análise da validade e confiabilidade dos instrumentos utilizados em Reabilitação.

 

 

Avaliação Funcional em Reabilitação – Abrange o estudo dos aspectos funcionais, metodológicos e epidemiológicos envolvidos no processo saúde-doença e no desempenho esportivo, influenciados pelas condições fisiológicas, fisiopatológicas, cognitivas, biomecânicas, biofísicas, bioquímicas e morfológicas. Tem como objetivo o planejamento de ações estratégicas de promoção, prevenção e reabilitação, considerando as diferentes características populacionais e sua inserção nas políticas públicas de saúde.

 

 

Avaliação e Intervenção no Esporte Adaptado – Investiga os principais aspectos fisiológicos e biomecânicos de praticantes de diferentes esportes adaptados e inclui o estudo das intervenções para prevenir e recuperar lesões advindas da prática esportiva e otimizar o desempenho funcional.

 

 

 

 

Mestrado

 

Proporciona ao aluno as bases científicas para a Pesquisa e Ensino e seu caráter multidisciplinar abrange o desenvolvimento tecnológico de sistemas e equipamentos, passando por estudos funcionais do desempenho e reabilitação esportivo e paradesportivo até o aperfeiçoamento de estratégias de promoção, prevenção e inserção nas políticas públicas de saúde.

 

 

 

 

Doutorado

 

 

Foca na inserção dos alunos em programas de pesquisa já consolidados, autônomos e na criação e desenvolvimento de novos núcleos de pesquisadores, além do exercício profissional em um padrão altamente qualificado.

 

 

 

 

Pós-Doutorado

 

 

Visa à inserção e integração de pesquisadores brasileiros e estrangeiros para realização de projetos de pesquisa desenvolvidos na área da reabilitação de modo autônomo.

 

 

 

Saiba mais!

 

 

 

 

 

 

 

Revisão: Luana Medeiros





Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

Nenhum comentário