Como reduzir o estresse durante o confinamento?


Como reduzir o estresse durante o confinamento?

A nossa rotina mudou muito e com o aumento do tempo de permanência em casa, muitas pessoas têm apresentado sinais de ansiedade, níveis mais elevados de estresse e, em função disso, uma das perguntas mais respondidas pelos Psicólogos é: Como reduzir o estresse durante o confinamento provocado pela pandemia de COVID-19?

Com o intuito de orientar a população em relação ao tema, o curso de Psicologia, por meio da Liga de Discentes da ATC-RIO da UNISUAM, publicou uma cartilha com informações científicas embasadas por instituições oficiais, como a Organização Mundial da Saúde, e pela ciência psicológica, que vem acumulando, ao longo dos anos, estudos robustos sobre como reagimos ao estresse e sobre como podemos reduzir os seus impactos em nossa saúde global.


(Leia mais:
Liga Discente ATC-RIO da UNISUAM – Nós temos!)


De acordo com a Profª Maristela Candida, Docente do curso de Psicologia UNISUAM e Coordenadora Geral do projeto, o material, feito em parceria com a Associação de Terapias Cognitivas do Rio  – ATC-RIO, instituição de maior representação das Terapias Cognitivo-Comportamentais do Estado, filiada à Federação Brasileira de Terapias Cognitivas – FBTC, traz um panorama geral de como o estresse atua em nosso organismo e pontua as estratégias que podem ajudar a reduzir os seus impactos. 

“Manejo de ansiedade, estabelecimento de rotinas de atividade física, alimentação equilibrada, exercícios de respiração diafragmática e práticas de atenção plena (mindfulness) são alguns dos tópicos abordados na cartilha e que podem trazer benefícios ao nosso estado mental, ajudando a reduzir os níveis de estresse nesse período”, destaca ela. 

Algumas habilidades socioemocionais precisam também ser trabalhadas nesse momento, tais como flexibilidade, resiliência e aceitação.

“É preciso, principalmente, trabalhar a aceitação. Não a aceitação passiva, mas, sim, aceitar e distinguir o que está em seu controle e o que não está. Assim, podemos pensar, de forma mais realista, o que podemos fazer para cuidar melhor de nós”, enfatiza a docente. 

Segundo o Prof. Sandro Valle, Docente do curso de Psicologia e responsável pela Coordenação Técnica do projeto, a cartilha tem como objetivo principal ensinar a população a diferenciar o que é preocupação fundamentada em dados de realidade da preocupação patológica e improdutiva, assim como disponibilizar técnicas para manejá-las.


(Leia mais: 10 dicas pra manter a saúde mental na quarentena)


“Neste contexto, a abordagem cognitivo-comportamental tem muito a contribuir por seu caráter fundamentalmente psicoeducativo. O material pode ajudar a identificar indícios do surgimento de um transtorno psicológico e estimular a busca da terapia antes que a patologia se agrave. Uma outra lacuna que a cartilha também visa preencher é a desmistificação do processo terapêutico no formato online”, observa ele.

Para Assucena Alves, aluna do curso de Psicologia e representante dos membros da Liga de Discentes da ATC-RIO da UNISUAM, o intuito de elaborar uma cartilha sobre estresse em meio à pandemia foi uma forma de conscientizar os leitores, levando um pouco de conforto em relação ao isolamento social. 

(Leia mais: 15 razões para você fazer Psicoterapia e mudar a sua vida)


“A partir da reflexão sobre a questão da produtividade, que atualmente está exacerbada, e como o estresse poderia ser um fator causador de baixa na imunidade, algo que não é interessante no momento, pensamos em formas de utilizar este tempo em isolamento de maneira mais funcional, levando em consideração que não estamos de férias e não escolhemos isso, mas, sim, precisamos do distanciamento social para reduzir o aumento de contágios pelo COVID-19 em nossa população. Assim, surgiu a ideia da cartilha, como uma construção que pudesse, de alguma forma, auxiliar as pessoas a lidarem melhor com a atual situação, buscando, além dos cuidados, construir uma rotina equilibrada para passar por tudo isso”, explica ela.


COMO POSSO REDUZIR OS NÍVEIS DE ESTRESSE DURANTE O CONFINAMENTO PROVOCADO PELA PANDEMIA DO COVID-19? Acesse a cartilha!


Esperamos que todo carinho e cuidado investidos nessa cartilha possam reverberar de forma positiva em sua saúde mental!




Quer estudar com a gente?



Conheça o curso de Psicologia UNISUAM!


Para mais informações, ligue (21) 3882-9797





Luana Medeiros

Por

Analista de Comunicação e MKT/Jornalista/Revisora - Especialista em produção de conteúdo com foco em alta performance

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Nenhum comentário