Classificados no Vest Solidário realizam matrículas para os mais variados cursos da UNISUAM


Classificados no Vest Solidário realizam matrículas para os mais variados cursos da UNISUAM

Mais um semestre se inicia e com ele novos rostinhos estampam o elenco de alunos da UNISUAM. Alguns desses rostos que integrarão o corpo discente da Instituição foram contemplados com uma bolsa de 100% por meio do Vest Solidário, realizado dia 16/07.

A equipe da UNISUAM News esteve presente no dia da matrícula dos novos alunos e comprovou que mais uma vez a missão da UNISUAM em suprir a necessidade da demanda social, oferecendo oportunidades de ensino, foi cumprida com êxito.

No Auditório Prof. Arapuan Medeiros da Motta, diversos candidatos, aprovados no exame, aguardavam ansiosos para realizar a tão sonhada e merecida matrícula.

Sentada em uma das fileiras do auditório estava Sara Gomes Almeida da Conceição, 18 anos, moradora do bairro de Bangu. Sara, que já tinha feito um curso técnico na área de Administração pelo SENAC e atualmente trabalha como Jovem Aprendiz em um setor administrativo, aproveitou a oportunidade do Vest Solidário e se inscreveu para o curso de Administração na Unidade de Bangu, a fim de crescer profissionalmente dentro da empresa na qual trabalha.

20-Sara Gomes

Ganhando pouco mais que R$800 – renda devidamente comprovada no ato da matrícula – a jovem relata, ainda, que esse é o único valor que mantém o sustento da sua casa.

“Sou filha única e moro com meus pais. Todo o dinheiro que recebo na minha função de aprendiz vai para as mãos do meu pai, que está desempregado desde dezembro do ano passado”, desabafa a moça, que completa dizendo que sua mãe, que não possui nenhum estudo, está muito orgulhosa com essa conquista da filha.

Husdon dos Santos Araújo, 28 anos, morador do Complexo da Maré, uma das maiores comunidades do Rio de Janeiro, cursará Psicologia na Unidade Bonsucesso. Ele conta que, antes do Vest Solidário, já havia feito o Vest Tradicional UNISUAM, mas devido à sua condição financeira, não conseguiu prosseguir na realização desse sonho.

10-Hudson dos Santos Araújo

“Eu sempre sonhei em me tornar Psicólogo para poder, de certa forma, ajudar os moradores da minha localidade”, revela ele.

Muitos amigos do rapaz estudam na UNISUAM e, Hudson, a convite de alguns deles, já teve oportunidade de conhecer as dependências ligadas ao curso, como o SPA, e também já assistiu aulas com o propósito de conhecer a rotina da Graduação.

De acordo com ele, essa atitude da UNISUAM consolida mais uma vez o compromisso da Instituição com a educação, pois dá oportunidade de um ensino de qualidade para pessoas desfavorecidas e atingidas diretamente com a crise que o país está enfrentando no momento.

Gabriela Limp, 23 anos, tomou conhecimento do Vest Solidário UNISUAM pelo Facebook e viu no processo seletivo uma chance de ingressar no curso de Enfermagem. Residente do bairro de São Cristóvão, a caloura acredita que depois após concluir sua Graduação estará inteiramente capacitada para atuar no mercado de trabalho devido à credibilidade que a Instituição tem na área.

9-Gabriela Limp(1)

Trabalhando atualmente como Agente de Saúde, ela mora com dois filhos e afirma que se não fosse pelo Vest Solidário não teria condições de arcar com a mensalidade uma Graduação.

O curso de Estética e Cosmética recebeu a aluna Deise dos Santos Viana, 37 anos. Deise mora com o marido e dois filhos e já trabalha na área como Depiladora, porém sem registro na CTPS. Ela ficou sabendo do processo seletivo por meio de uma amiga já matriculada no curso e que também foi contemplada com a bolsa no início do ano.

12-Deise Dos Santos Viana(1)

“Se não fosse o Vest Solidário da UNISUAM eu não teria como realizar a matrícula, pois o valor da mensalidade fica pesado para o meu orçamento e o do meu esposo”, diz a futura Esteticista.

A caloura Adriana Valéria Simões, 32 anos, escolheu cursar Direito após ter passado por uma situação na qual necessitou de ajuda jurídica e teve dificuldade em encontrar. Antes disso ela não tinha nenhuma pretensão em ser Advogada.

6-Adriana Valéria Simões(1)

“Sempre tive o desejo de fazer Nutrição, mas mudei de ideia depois de ter problemas cíveis e, como não tinha dinheiro para pagar um Advogado particular, encontrei algumas dificuldades para resolver o problema”, relata.

No início do ano, ela acessou o Portal UNISUAM para pesquisar os valores dos cursos e ficou sabendo da existência do projeto. Juntamente com seu irmão, ela realizou o 1º Vest Solidário, porém apenas ele conseguiu efetivar a matrícula. Ela acabou desistindo e, depois de seis meses, fez uma nova prova, na qual obteve um bom resultado que a possibilitou ingressar no curso na Unidade Campo Grande, bairro no qual ela reside.

O Vest Solidário UNISUAM, destinado única e exclusivamente para cidadãos que não possuem diploma de Curso Superior e que recebem até 1 salário mínimo e meio como renda mensal, tem por objetivo promover a mobilidade social, fazendo a diferença na vida das pessoas por meio do ensino.





Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

2 Comentários