Aluna UNISUAM aprovada em intercâmbio financiado pelo Consulado Norte-americano


Aluna UNISUAM aprovada em intercâmbio financiado pelo Consulado Norte-americano

nyNicholas Peart, Daiene Mendes, Marsha Jean-Charles e René Silva

A aluna do 2º período de Publicidade e Propaganda da UNISUAM, Daiene Mendes, foi aprovada na seleção feita pelo Consulado Norte-americano para a realização do intercâmbio de jornalismo comunitário. Durante o processo de seleção, que se deu por meio de entrevistas e formulários, a aluna, que é voluntária no jornal A Voz da Comunidade, apresentou um trabalho realizado em grupo na disciplina de Ética da Comunicação, ministrada pela professora Vanessa Paiva.

Durante duas semanas será promovida a troca de experiências entre os comunicadores americanos e brasileiros. O intercâmbio consiste na vinda para o Brasil de dois jovens americanos que também foram aprovados e na ida de dois brasileiros para Nova Iorque.

No Brasil, além da aluna da UNISUAM, também foi selecionado René Silva, do jornal A Voz da Comunidade, que tem circulação no Complexo do Alemão. Os dois trabalham e promovem a divulgação de notícias nas comunidades. Eles receberam os jornalistas Marsha Jean-Charles e Nicholas Peart e apresentaram a eles as diversidades, desafios e a forma de se trabalhar a comunicação nas comunidades cariocas.

Um desafio para os jovens é o idioma. Mesmo com o curso de inglês oferecido pelo Consulado, é necessária a presença de um tradutor.  No entanto, mesmo com essa barreira, a troca de informações e conhecimentos foi intensa. Daiene relatou que durante a permanência dos americanos no Rio, apesar da distância, da cultura e de estruturas diferentes, foram percebidas muitas semelhanças entre as comunidades, principalmente quando se trata da relação entre os moradores e a polícia.

Em março será a vez dos brasileiros embarcarem para Nova Iorque e durante uma semana conhecerem como funcionam as comunidades nos Estados Unidos. Quando perguntada a respeito da expectativa do intercâmbio, Daiene respondeu:  “Espero estabelecer conexões, a ideia é não perder o contato com Marsha Jean-Charles e Nicholas Peart e, sim, realizar muitas outras atividades e parcerias com eles e com a instituição americana.”

 





Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Nenhum comentário