10 filmes/séries pra quem adora Psicologia


10 filmes/séries pra quem adora Psicologia

Confira 10 filmes/séries que exploram os mais diferentes tipos de transtornos psicológicos e são essenciais para quem é fascinado por Psicologia!


O comportamento do ser humano, a análise de suas emoções, suas ideias, seus valores, assim como transtornos psicológicos, como depressão, suicídio, histeria, esquizofrenia, transtorno de ansiedade e outros distúrbios, são temas que têm sido bastante abordados pelas produções audiovisuais. 

Diversos filmes e séries abordam assuntos relacionados à Psicologia e, muito mais do que apenas entretenimento, são excelentes opções para adquirir mais conhecimento sobre essas temáticas.



👉  TOC TOC – Já ouviu falar em Transtorno Obsessivo-Compulsivo?


Para você mergulhar nesse universo, o Coordenador do curso de Psicologia UNISUAM, Prof. Jorge Sobrinho, fez uma seleção com alguns filmes e séries que exploram o que há de mais interessante, complexo, perigoso, conflituoso e impressionante da mente humana e vão te auxiliar no estudo dos mais diversos casos. 



10 filmes/séries imperdíveis pra quem adora Psicologia



Parasita


O filme, grande vencedor do Oscar 2020, premiado nas categorias de Melhor Filme, Melhor Diretor, Melhor Roteiro Original e Melhor Filme Estrangeiro, é excelente material de estudo para os alunos de Psicologia Social analisarem questões sobre desigualdade, relações de poder e a construção da subjetividade.

Toda a família de Ki-taek está desempregada, vivendo em um porão sujo e apertado, mas uma obra do acaso faz com que ele comece a dar aulas de inglês a uma garota de família rica. Fascinados com a vida luxuosa destas pessoas, pai, mãe e filhos bolam um plano para se infiltrarem também na família burguesa, um a um. No entanto, os segredos e mentiras necessários à ascensão social custam caro a todos.


O Poço


O filme aborda questões como desigualdade, relações de poder e a construção da subjetividade.

O Poço conta a história de um lugar misterioso, uma prisão indescritível, um buraco profundo. Dois reclusos que vivem em cada nível. Um número desconhecido de níveis. Uma plataforma descendente contendo comida para todos eles. Uma luta desumana pela sobrevivência, mas também uma oportunidade de solidariedade.


Green Book


O filme trata de questões raciais e convoca os alunos da área de Psicologia da Violência a analisarem como crenças individuais podem mudar através dos processos intersubjetivos.

Dr. Don Shirley é um pianista afro-americano de renome mundial, prestes a embarcar em uma turnê pelo sul dos Estados Unidos, em 1962. Como precisa de um motorista e guarda-costas, Shirley recruta Tony Lip, um ítalo-americano fanfarrão do Bronx. Apesar de suas diferenças, os dois homens desenvolvem uma ligação inesperada ao enfrentar o racismo e os perigos de uma era de segregação racial.


Beleza oculta


Ideal para os alunos que preferem estudar a perspectiva humanista, existencial e fenomenológica na Psicologia, o filme trata dos 3 temas mais relevantes nessa abordagem, que é o amor, o tempo e a morte.

Howard entra em depressão após uma tragédia pessoal e passa a escrever cartas para a Morte, o Tempo e o Amor, algo que preocupa os seus amigos. Mas, o que parece impossível se torna realidade quando estas três partes do universo decidem responder. Morte, Tempo e Amor tentam agora ensinar o valor da vida para Howard.


Divertida Mente


O filme é perfeito para os amantes da Neurociência, pois demonstra como as emoções moldam o nosso comportamento e o nosso caráter.

Apesar de ser uma animação, o longa Divertida Mente é um ótimo material de estudos em Psicologia. Trata-se da história de uma da garotinha, Riley (Kaitlyn Dias), que está prestes a mudar de cidade e abandonar os amigos e a escola. Enquanto isso, as suas emoções passam por uma verdadeira confusão sob a ótica de, nada mais, nada menos, suas próprias emoções. 

De forma bem-humorada e didática, ele mostra a importância da emoção na vida das pessoas e como elas assumem valor na vida de cada uma.


Rede de Ódio


Filme perfeito para os alunos de Psicologia Social, que podem fazer uma análise sobre o efeito da fake news nas redes sociais, impulsionando a tomada de decisão das pessoas no campo da política.

Após ser expulso da faculdade de Direito por plágio, o jovem Tomasz encontra trabalho em uma agência que gerencia mídias sociais. Ele se torna responsável por criar perfis falsos e promover a difamação de celebridades e políticos poloneses. Aos poucos, Tomasz descobre o seu talento na arte da manipulação digital, enquanto descobre os efeitos perversos das fake news na vida das vítimas.


Amor no Espectro


Série que aborda a questão do amor entre jovens autistas.

A série segue 7 casais dando os seus primeiros passos em relacionamentos amorosos. Em cada episódio, será possível observar que todos eles recebem ajuda de suas famílias e de especialistas que fornecem habilidades práticas para negar na experiência confusa que é o namoro moderno.


Nise – O Coração da Loucura


O longa traz a abordagem da arteterapia aplicada ao trabalho com pacientes esquizofrênicos.

Ao voltar a trabalhar em um hospital psiquiátrico no subúrbio do Rio de Janeiro, após sair da prisão, a doutora Nise da Silveira (Gloria Pires) propõe uma nova forma de tratamento aos pacientes que sofrem da esquizofrenia, eliminando o eletrochoque e lobotomia. Os seus colegas de trabalho discordam do seu meio de tratamento e a isolam, restando a ela assumir o abandonado Setor de Terapia Ocupacional, onde dá início a uma nova forma de lidar com os pacientes, através do amor e da arte.


A Era dos Dados


Série com documentários para os alunos que curtem Neurociência, Métodos Quantitativos e Pesquisa Científica. 

A Era dos Dados traz informações relacionadas à tecnologia e à ciência em 6 episódios, cada um deles abordando um tema. Cada um desses temas nos leva a entender como as coisas funcionam, cavando bem fundo no conteúdo, trazendo relações nas quais nunca imaginaríamos. 

O objetivo principal é mostrar como o mundo está conectado na atualidade, focando na questão de que nós, como indivíduos, estamos mais ligados uns aos outros do que imaginávamos.



Bordertown


Disponível na Netflix, a série é bastante interessante para quem quer entender como funciona uma pessoa com altas habilidades cognitivas e autismo de alto desempenho, uma vez que, apesar das dificuldades de se relacionar, o protagonista encontra no trabalho um sentido para as suas questões existenciais.

Um detetive aceita um emprego em uma pequena cidade para passar mais tempo com a família. Mas, logo se vê envolvido em uma teia de assassinatos perturbadores. 



Quer estudar com a gente?

MATRÍCULAS ABERTAS


Conheça o curso de Psicologia UNISUAM!





Luana Medeiros

Por

Analista de Comunicação e MKT/Jornalista/Revisora - Especialista em produção de conteúdo com foco em alta performance

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Nenhum comentário